terça-feira, fevereiro 06, 2007

Sombras e nevoeiro

A ponte Dona Maria, no Porto, como eu a vi, a 13 de Dezembro de 2006.

Have you seen her lately? - Pulp

"Look round and round upon this bare bleak plain, and see even here, upon a winter's day, how beautiful the shadows are! Alas! it is the nature of their kind to be so. The loveliest things in life, Tom, are but shadows; and they come and go, and change and fade away, as rapidly as these."
Charles Dickens (1844) Martin Chuzzlewit.

Aos autores de blogues a quem propus, no post anterior, que descrevessem o seu golo de sonho vestidos de azul e branco, acrescento os meus caríssimos amigos de longa data:
- Paulo de Sousa, do Linear P.
- Luís Pereira, do Escrítica Pop.

E por sugestão do André Moura e Cunha, do In Absentia:
- Daniel M., do B-Site.
- Pedro Vieira, do Irmaolucia.

Já agora, aproveitem para espreitar o primeiro a responder ao meu repto: João Saraiva, do Óculos Azuis e Brancos, no post "O meu foi muito mais bonito ;-)".

Para mais inscrições, recorra à caixa de comentários!
___________

A ler/ver:
1 -
Este texto no In Absentia.
2 -
Estas pinturas do Porto, no Portus-cale.

Etiquetas:

5 Carruagens:

Blogger José Eduardo said...

Um espectáculo de fotografia! Parabéns! Esta ponte tem algo de muito especial mesmo. Muito obrigado pela referência, aqui, no seu Comboio Azul, das pinturas de meu pai. Abraço tripeiro. ;)

terça-feira, fevereiro 06, 2007 11:30:00 da manhã  
Blogger PCS said...

Imagina que a ponte se chamava D. Sebastião...

terça-feira, fevereiro 06, 2007 5:28:00 da tarde  
Anonymous Kate said...

5 stars e se calhar ainda sem usares o monope' ;-)
Ja esta aqui no meu desktop para toda a gente ver como a minha cidade e' magica.

Gosto desta tua (vossa) ideia de adicionar uma musica a cada post. Parabens!

Beijinho grande

terça-feira, fevereiro 06, 2007 6:38:00 da tarde  
Blogger Luzinha said...

Hoje de manhazinha a Ribeira estava assim e não vi nenhum D. Sebastião :( kidding :)

ainda não tinha visto nenhuma imagem assim! Fabulástica!

terça-feira, fevereiro 06, 2007 8:22:00 da tarde  
Anonymous Rio Fernandes said...

Só lhe falta o comboio a vapor. E já agora azul! Como lamento/amos que esta fabulosa peça de engenharia e arquitectura não tenha vida. Felizmente sobra-lhe presença e quando as peças começarem a cair alguém reclamará urgência e talvez até a cabeça de um autarca!

quarta-feira, fevereiro 07, 2007 1:28:00 da manhã  

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Entroncamentos:

Criar uma hiperligação

<< Home