sábado, janeiro 06, 2007

Tempo ausente
(Tomo II, velha epígrafe com dedicatória)

Rua de Santa Catarina, no Porto, no anoitecer de 23 de Dezembro de 2006.

Buster - Ooberman

"Sobre o Porto d'aquelle tempo faz-se, para mim, como que um nevoeiro de saudade, atravez do qual vejo passar figuras silenciosas, que já me não podem responder por mais que lhes acene com o lenço branco, humido de lágrimas, com que os que ficam em terra costumam despedir-se dos que partem mar em fóra para uma longa viagem."
Alberto Pimentel (1893) O Porto ha trinta annos.

Este post é dedicado ao Carlos Romão da Cidade Surpreendente, com quem me encontrei no café Asa de Mosca, na passada sexta-feira, por sua iniciativa.
Para além do talento interminável que todos lhe conhecemos, para além da sensibilidade com que nos surpreende na forma como capta instantes da sua (nossa) cidade, pessoalmente o Carlos é de uma gentileza, de uma afabilidade e de uma generosidade absolutamente desconcertantes, que nos conduziu a uma conversa prolongada, ainda assim diminuta, por muitos temas que nos são queridos.
Não sei se levarei muito dos anos que levo disto (leia-se, escrever em blogs), mas por ter conhecido o Carlos Romão já valeu a pena. No meio da conversa, incontornavelmente sobre o Porto, sobre as pontes, sobre o caminho que a nossa cidade toma, sobre a fotografia aérea e sobre o passado da cidade (entre tantos outros temas!), o Carlos teve a amabilidade de me oferecer um livro interessantíssimo, alusivo à construção da Ponte São João de Edgar Cardoso, com quem, nessa altura, o Carlos Romão privou. A obra, que ornamenta agora a minha biblioteca, para além de extremamente bem ilustrada (contendo inclusivamente uma fotografia inédita de 1888, de George Tait) tem me ensinado muito sobre o Porto, em particular sobre a história das suas pontes.
Ao Carlos ofereci um mísero café (ou foi pingo? já nem sei...) e a promessa de um livro num futuro que espero próximo. Cumprirei a promessa e, pelo caminho, fica aqui uma fotografia dedicada ao Blog Cidade Surpreendente, baluarte da cidade do Porto na blogosfera, captada ainda sem o tripé que o Carlos me aconselhou.
Obrigado, Carlos.

Etiquetas:

10 Carruagens:

Blogger Francisco Oliveira said...

Felicito-o pela sua fotografia e por ter privado com o Senhor Carlos Romão que, para mim, é o melhor fotógrafo-artista do nosso Porto e que eu só conheço do seu trabalho publicado nos dois blogs.

sábado, janeiro 06, 2007 8:53:00 da tarde  
Blogger José Eduardo said...

Só uma cidade de encantos como a nossa para permitir conversas assim tão agradáveis, enriquecedoras e sempre com algo novo para descobrir. Embora não tenha muito tempo, pelo menos nesta fase, não resisto a vir aqui para ler estes textos que me dão sempre a conhecer um pouco mais do Porto. Gostei especialmente, entre outros, de ler um dos últimos dedicado ao Bolhão. E as fotografias de Natal também estão muito boas. Os meus parabéns pelo excelente trabalho, e para quando surgir oportunidade convido-o a visitar o meu blogue também dedicado á nossa cidade.

domingo, janeiro 07, 2007 11:40:00 da manhã  
Blogger Carlos Romao said...

Obrigado, Jorge Ricardo, pela dedicatória e pelas simpáticas palavras. A minha empatia advém, como sabe, da sua participação no Avenida dos Aliados, blogue que, ainda hoje, lamento ter durado apenas seis de meses.
Quanto ao resto… ando mais a pingos do que a cafés. E o conselho foi de um monopé, mais leve e mais ágil do que o tripé.
Um abraço.

domingo, janeiro 07, 2007 11:23:00 da tarde  
Blogger JRP said...

Obrigado ao Francisco Oliveira e ao José Eduardo pelas palavras simpáticas. Assino por baixo o elogio a Carlos Romão feito pelo Francisco.

Carlos Romão,

Tem razão... monopé! O avenida dos Aliados foi uma experiência magnífica mas que, na altura, teve que terminar um pouco abruptamente, por motivos inultrapassáveis.
O Comboio Azul tem, bem sei, um registo diferente. Mas aqui e ali, até porque não consigo evitar, acabo por navegar pela mesma teia do Avenida dos Aliados, sobretudo na leitura da nossa cidade.
Abraço,

segunda-feira, janeiro 08, 2007 12:30:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Tenho boa parte da culpa pelo fim do magnífico Avenida dos Aliados, de que guardo também saudade. Em troca, temos um novo site cada vez mais próximo do melhor do Avenida (para meu prazer), o JRP obteve o grau de Mestre com um Muito Bom unânime e cheio de elogios e vai ver a sua tese editada como um magnífico livro sobre o Porto Oriental de há cem anos. Não é pouco. E quem gosta da sua prosa e imagens, pode ir salivando enquanto espera.

Rio Fernandes

segunda-feira, janeiro 08, 2007 10:40:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tal como as fotos dos posts anteriores esta esta' excelente (e tu ainda nem usas o monope'!!!) :-)
Continuo ansiosamente 'a espera do prometido livro. No entretanto, vou divulgando o Comboio Azul neste lado do Atlantico. E' sempre com mt prazer e orgulho que falo do trabalho de um amigo de longa data.
Beijinhos.

terça-feira, janeiro 09, 2007 2:29:00 da manhã  
Anonymous Kate said...

Tal como as fotos dos posts anteriores esta esta' excelente (e tu ainda nem usas o monope'!!!) :-)
Continuo ansiosamente 'a espera do prometido livro. No entretanto, vou divulgando o Comboio Azul neste lado do Atlantico. E' sempre com mt prazer e orgulho que falo do trabalho de um amigo de longa data.
Beijinhos.

terça-feira, janeiro 09, 2007 2:30:00 da manhã  
Blogger JRP said...

Caro prof. Rio Fernandes,
Obrigado pelo elogio. Vindo de quem me guiou no caminho, só me pode deixar orgulhoso, ainda que um pouco embaraçado.
A culpa não foi sua do fim do antigo blog, antes de um conjunto de factores que têm que ver com a responsabilidade que tenho que ter na minha vida (e que nem sempre é lá assim muita...)

Kate,
Que bom ter-te por cá! Ainda agora regressaste a NY e já temos saudades tuas por cá.
Beijinho grande e vai participando.

terça-feira, janeiro 09, 2007 4:21:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

jrp- Parabéns pelo excelente BLOGG !
AZULEBRANCODIXIT (JOSÉ CARVALHO)

terça-feira, janeiro 09, 2007 9:56:00 da tarde  
Blogger JRP said...

Obrigado, José Carvalho!

quinta-feira, janeiro 11, 2007 11:27:00 da manhã  

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Entroncamentos:

Criar uma hiperligação

<< Home