terça-feira, dezembro 11, 2007

Grandes Vinhetas # 24
(Dedicada ao David Luiz do Benfica)

Retirado de "As Jóias de Castafiori" (1963) Hergé.

The Waterboys - The Raggle Taggle Gypsy

Pequena aparição no Comboio Azul apenas para desejar que hoje, contra o Besiktas, o Quaresma volte a emocionar-nos com a melodia das suas trivelas.

Etiquetas: ,

9 Carruagens:

Blogger PCS said...

E foi:)

quarta-feira, dezembro 12, 2007 6:38:00 da tarde  
Anonymous guardabel said...

Mas não foi de tribela! O Quaresma está a eboluir :)

quinta-feira, dezembro 13, 2007 12:08:00 da manhã  
Anonymous http://questiuncas.blogspot.com/ said...

O que é que se está a passar com os blogues que mais gosto? O "naoseipramais" está parado, este mais parece uma locomotiva a vapor.

quinta-feira, dezembro 13, 2007 11:45:00 da manhã  
Blogger José Eduardo said...

Venham mais banhos turcos (ou de outra espécie qualquer)! ;)

sexta-feira, dezembro 14, 2007 11:56:00 da manhã  
Blogger RAA said...

Feliz Natal <:)}

segunda-feira, dezembro 24, 2007 2:26:00 da manhã  
Blogger barb michelen said...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is

sexta-feira, dezembro 28, 2007 5:27:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

31.7.06
É preciso ter lata!
Andei eu feita parva, papelarias fora, a correr atrás do selo de um carro que ainda não está registado no site interneplex, afinal adiam outra vez o prazo! Não há respeito pelos cidadãos cumpridores, é o que é!
posted by 100nada at 3:02 PM

28.7.06
Mas...Mas...


Onde raio estão as outras sócias? Perderam o pio? Minhas queridas, vamos mas é voltar aos assuntos importantes e àquilo que, de facto, interessa. Não é impunemente que estamos em plena silly season. Eu, por exemplo, estou neste momento com um grave problema entre mãos que urge ser debatido. Pode mesmo dizer-se que é o meu pesadelo deste Verão, uma espécie de assombração que me persegue noite e dia.




Chama-se Magnum Vision.
posted by china blue at 1:05 PM

27.7.06
porque posso
"Tantos akas e nicks quantos os estados de espírito, os registos vocais, as perspectivas psicológicas, a humidade na atmosfera ou o alinhamento dos astros. Brincar às identidades secretas, aos espiões e aos escritores, porque sim. Fingir que finjo e ser quase sempre eu, sarcástica e desbragada, predominantemente alegre. Fiel. Canina. Cadela. Sobre vinha vindimada, quando presumem que me expõem. Saber segredos de estado, desvendar vacuidades e contar coisas que nunca houveram, o contrário dos dias. Aqui, no recreio, no intervalo das importâncias, ser puta culta que gasta passeios, amante enjeitada ou freira, de tristeza alcoforada entre grades, porque não? Mãe por acaso, por um acaso feliz. Incerta. Ser casta ou pornográfica, o que me der na gana, porque sou mulher e tenho cio e recato e, quando não tenho, invento. Isso, é isso: gente, bichos e cinema no sofá, uma escrita tremida ao som de pirosices latinas, ancas largas, decotes fundos e saltos altos, desmesurados. Uma timidez disfarçada. Riso dependurado que tropeça em escadas e erros à escuta, de prevenção. Porque me apetece, porque sou livre de o fazer (de o mostrar, de o esconder). Onde e quando. O corpo inteiro ou meia boca. Um olho. E é assim, de simples."


Vieira do Mar

posted by china blue at 2:04 AM

26.7.06
Insólitos desta vida
Eu já vivi muito e já vi muita coisa nesta vida apesar de estar ainda longe do meu auge que ainda sou muito nova apesar de não parecer. Mas esta que se me atravessou hoje no caminho, isso é que nunca tinha ouvido falar nem sei se é possível que aconteçam coisas destas que nem em filmes nunca vi nada de semelhante. A Micaela, que é uma das meninas que trabalham connosco e que é uma boa alma mas com umas ideias assim peregrinas que eu nem sei de onde ela as tira, veio fazer-me uma proposta. Não é bem uma proposta é mais um pedido. Eu ainda nem lhe disse nada porque fiquei tão atordoada com o que ela me veio dizer que ainda nem digeri bem a coisa que ela quer que eu faça.

Ela é casada mas o homem dela coitado é completamente e irreversivelmente impotente e ela portanto que queria ter filhos e largar esta vida, e que o homem lhe prometeu que a deixava largar esta vida assim que ela engravidasse, pois ela anda a tentar magicar conseguir sem ter que se sentar na casa partida uma vez que essa ao que dizem os médicos está mesmo partida de vez e sem retorno possível aos tempos de outrora. Sim que o homem da Micaela tinha idade para ser paizinho dela mas isso eu já nem vou comentar que cada um escolhe para si o que acha que para si servirá melhor.

E depois há o Sérgio. O Sérgio é um galã que trabalhou aqui connosco durante uns tempos mas a coisa não durou muito porque as meninas se engalfinhavam sempre todas quando chegava a hora de escolher quem era que desfaleceria nos braços dele no fim de cada espectáculo. E o Jacinto às tantas fartou-se de tanta gritaria por causa de um homem só e mandou o Sérgio embora com muita pena minha e do resto das meninas porque ele era um gentleman na vida e um astaire na dança e só sabe quem precisou algum dia de ser amparada mas de tal forma que não se percebia que o estavamos a ser. E ele era assim, forte mas subtil com um toque final na forma de umas covinhas que se formavam naquelas bochechinhas apetitosas de cada vez que sorria. Confesso que até eu tinha um fraquinho por ele apesar de eu oficialmente ser a mulher do Jacinto embora eu sempre lhe tenha dito que era frígida até às pontas dos cabelos e que nutria por ele um amor do género plantónico o que parece que o satisfaz e a mim também me dá jeito porque ele me protege sem exigir nada em troca a não ser esforço e dedicação aqui à casa e aos espectáculos.

Mas a desmiolada da Micaela perdeu-se de amores pelo Sérgio e por aqueles olhos em forma de amêndoas doces e por aquela boquinha que parece que escorre mel, e vai daí meteu na cabeça que tinha que ter um filho dele e tinha que ser mesmo só com o pormenor técnico que não queria ter contacto físico de nenhuma espécie com ele porque senão ainda podia perder a cabeça e esquecer de vez o plano de largar esta vida enquanto ainda é nova. E quer ela, atente-se bem a este detalhe nada insignificante, quer ela que eu me enfie na cama com o Sérgio e de alguma forma lhe faça chegar a semente dele convenientemente recolhida num preservativo e imediatamente enfiada num saco de gelo que ela depois dará seguimento ao assunto da trasladação do sumo do Sérgio para dentro lá dos ontários dela. Mas será que cabe na cabeça de alguém tal coisa?? E que eu seja mero isco e recipiente dos conteúdos mais íntimos do Sérgio? E não conseguirá ela descortinar tanta coisa tanta que pode correr mal neste plano retorcido a começar pelo facto de eu própria me expor a ser apanhada e desgraçada pelo Jacinto que com toda a certeza não achará piada nenhuma ao facto de eu estar ali por baixo do Sérgio apenas no intuito de recolher seu derivado fertilizador para o ir levar à Micaela?

A única coisa que me faz vacilar é que realmente eu já estive nos braços desse homem rapaz e digo-vos que quem por lá passou não dá volta atrás. Nunca mais me conseguirei recordar dele sem sentir esse mesmo arrepio na espinha que nessa altura me vinha quando sentia a sua pélvis a roçar na minha… mas há que ter juízo que eu sou como uma mãe para estas meninas apesar de o ser só em maturidade e não em idade, entenda-se! Mas que o Sérgio me desinquieta e me tira do sério em muitas noites de insónias lá isso tira… e nem posso esticar-me muito porque o Jacinto está mesmo deitado ali ao lado e se me ouve gemer lá se vai a minha frigideira fingida pela janela fora e lá me verei forçada a levar com ele no lombo e ele não é nenhum Sérgio, ó pois não!
posted by Arlinda B. at 1:06 AM

quarta-feira, janeiro 09, 2008 2:26:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Então o palhaço, orfão de puta, provinciano, e opus, não tem nada a dizer?....ohohohoh

domingo, janeiro 13, 2008 6:26:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Quase esquecia....um beijo para sí, querido, e outro para a sua Mãe!

domingo, janeiro 13, 2008 7:21:00 da tarde  

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Entroncamentos:

Criar uma hiperligação

<< Home