quinta-feira, julho 26, 2007

A caminho do mar

O Porto, a ponte da Arrábida e o caminho para o mar, ontem à noite.

Suede - By the sea

Cidade

Imensa, troglodita, ambiciosa,
vai a cidade até à praia;
perdeu no campo as rochas cor-de-rosa,
e o mar, se a busca, evita-a, não desmaia,
antes se ergue negro contra o desconforto.

O rio leva casas debruçadas
que já, com o tempo, foi cavando em arcos
de perfil sem cal, inclinado e morto...
e leva também barcos.

No céu, as nuvens correm desviadas,
enquanto o Sol, em dardos, sobre o mar as crava.


Jorge de Sena (1946) Coroa da Terra
__________________________________

Algumas perguntas:
1 - Como irão reagir o
Bruno e o Francisco a este texto do Tiago?
2 - Como é que se arranja tanto tema sobre
trânsito? (tens mais jeito para perguntas que eu, Ricardo...)
3 - Porque é que
estes dois fabulosos textos nunca fizeram parte destes apontadores?
4 - Porque é que eu demorei tanto tempo a colocar o
Abencerragem na barra lateral? (A propósito, o Ricardo Alves está de acordo comigo no caso "Tintim no Congo". Seremos só nós os dois?)
5 -
Ah, olha, que coincidência, curioso, não é?

Etiquetas:

6 Carruagens:

Blogger Francisco Curate said...

Antes de responder no blog (mas não sei se o farei), respondo aqui. Não sou investigador do CES mas sim do Departamento de Antropologia da UC (ainda por cima sou "antropólogo biológico"), logo, estou "à vontade" para criticar BSS. Concordo em parte com o texto do Tiago, especialmente quando refere o prémio atribuído por Chávez e o apoio implícito de BSS a algumas (proto?)ditaduras. Em relação ao CES e à forma de fazer sociologia nesta instituição eu diria que é algo forçado afirmar que ali prevalece uma lei de pensamento único. Sou amigo de vários investigadores do CES (e aqui ressalvo que o Bruno não é investigador do CES mas sim orientando de doutoramento de BSS),de diferentes confissões ideológicas, e sempre me pareceu que a pluralidade de opiniões é benquista. Obviamente que me distancio de uma boa parte do paradigma sociológico de BSS mas reconheço-lhe bastante mérito científico. No CES sou grande "fã", sem menosprezo para os outros investigadores, do Professor João Arriscado Nunes.
p.s. És mauzinho Jorge Ricardo :D

quinta-feira, julho 26, 2007 1:11:00 da tarde  
Blogger JRP said...

:-) Não é maldade. Estava curioso!
Abraço e, mais uma vez, obrigado pela prontidão na resposta!

quinta-feira, julho 26, 2007 3:06:00 da tarde  
Blogger TAF said...

Caro JRP

De facto, e infelizmente, não tenho tempo para ler tudo o que merecia ser lido... Só uma nota para referir que este assunto foi referido pelo menos aqui, aqui, aqui, aqui e aqui. Fazem falta bloggers profissionais que pudessem dedicar tempo a investigar estas situações, pois os jornais raramente vão suficientemente fundo.
Abraço!

quinta-feira, julho 26, 2007 6:29:00 da tarde  
Blogger José Eduardo said...

JRP, os seus registos, para mim, são como que pequenas lições diárias de bem tirar fotografias! Obrigado! Abraço.

quinta-feira, julho 26, 2007 6:47:00 da tarde  
Blogger RAA said...

Obrigado. O Nuno do «Deu-me o Quebranto» (cataio.blogspot.com) tem posição semelhante. Saudações.

quinta-feira, julho 26, 2007 10:59:00 da tarde  
Blogger JRP said...

Taf e raa,

Obrigado pelos comentários e pelas dicas de leitura.

José Eduardo,

Apesar dos evidentes exageros, obrigado pelas suas palavras.

Abraços a todos

sexta-feira, julho 27, 2007 2:45:00 da manhã  

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Entroncamentos:

Criar uma hiperligação

<< Home