quarta-feira, novembro 29, 2006

Flutuações


Belly - Full Moon, Empty Heart

Excelente post do Pedro Mexia sobre o binómio loucura/música, no cada vez melhor Estado Civil.
Lá, é referido o pioneirismo da banda de meias-irmãs, Kristin Hersh e Tanya Donelly - os Throwing Muses - no que se refere à mudança de velocidades que frequentemente imprimiam à sua música (e que terá prováveis influências bipolares), mesmo quando comparada com a precocidade dos Pixies de Frank Black.
O Maradona, aludindo ao mesmo post do Pedro Mexia, escolheu a canção Not Too Soon da referida banda para ilustrar essa veia de aceleração e travagem, que tanto impacto teve na boa música que se seguiu. Excelente escolha, no meu entender. Aliás, foi nela que pensei imediatamente.
Por isso, para não ser repetitivo, lembrei-me logo de outra composição que me é particularmente cara, uma vez que, em tempos que já lá vão, eu a ouvia persistentemente no velho leitor de CDs, do meu antigo Laguna.
Os Belly foram uma banda posterior da mana mais protegida pela Mãe Natureza - Tanya Donelly (uma espécie de Scarlett Johansson precoce da música alternativa) - que apesar de apenas ter lançado dois LPs (Star e King), deixou um conjunto de canções extraordinárias como Feed the tree ou Now they'll Sleep, entre tantas outras.
A Full Moon, Empty Heart tem, ainda que num tom mais ligeiro e mainstream que o praticado pela antiga banda de Tanya Donelly, todos os velhos tiques da fúria intempestiva (ou do entusiasmo sem freio) alternados com a calma, a serenidade e até o sussurro que fizeram das Throwing Muses uma banda precursora.

1 Carruagens:

Blogger PCS said...

Porque as coisas boas nem sempre acabam aqui fica uma excelente notícia da 4AD.
A Kristin Hersh vai lançar um album novo em fevereiro de 2007 de nome "Learn To Sing Like A Star" e a critica diz, "it's one of the most vibrant, colourful and thrilling records she's ever made."
Aqui fica também a discografia de Tanya Donelly. http://www.4ad.com/search/~releases/?searchtext=tanya%20donelly
Já agora recomendo vivamente e por falar em doenças bipolares Blonde Red Head. Afinal Ivo Watts-Russell não estava louco!!!

quarta-feira, novembro 29, 2006 11:21:00 da manhã  

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Entroncamentos:

Criar uma hiperligação

<< Home