quarta-feira, setembro 06, 2006

nem tanto escadas...

Não tenho dúvidas que este foi o post que mais trabalho me deu para compor, quando eu ainda escrevia no Avenida dos Aliados. Saltar cercas, aproveitar furos em redes, sozinho com a máquina fotográfica por nenhures (como eu adoro esta palavra...), entre os antigos trilhos de caminho de ferro, na outra margem. Tudo para apanhar este ângulo.
Isto a propósito do que o Bruno Sena Martins aqui aborda.
Ainda que empurrado pelo meu espírito obsessivo, não deixo de concordar que o esforço que os outros em mim viam como despropositado, desmedido ou desmerecido, sempre me ofereceu esse enobrecimento de propósitos. Masturbação seguramente, mas nobre.

P.S. - Já agora, dois anos depois do tal post, alguma coisa mudou? Ainda a mesma angústia. Há outras ideias por ?

Etiquetas:

0 Carruagens:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Entroncamentos:

Criar uma hiperligação

<< Home